Wednesday, February 15, 2006

Ahhhh, um soneto....

Werther


Chegaste àquela vila.
Assentaste e, subitamente,
Sem o medo de quem vacila
Apaixonaste-te perdidamente.

Desgraçada e enorme estupidez!
Jovem , casada e amiga,
Amor impossível que te fustiga,
Destino cruel, ignota cupidez!

Quizeste tudo, fizeste nada!
Pobre alma desesperada
Seca as lágrimas e desaparece!

E se esse amor não desvanece,
A morte a tudo traz paz e calma!
Some-te! És um cancro na minha alma.

0 Comments:

Post a Comment

<< Home